sexta-feira, 8 de maio de 2009

Longas

“As mulheres fazem longas-metragens. Os homens também.” Acredito que sim.
As mulheres elaboram calmamente ou em fogo, a sinopse de todo o filme, projectando cada detalhe. Ilusão.
Os homens também.
As mulheres não gostam de estar vazias de sentimentos e em cada cena procuram a desculpa que serve de argumento para o próximo episódio, take banal que rodeiam de flores e folhas que imaginam sobre as mamas quando o amante surge no nevoeiro, só para elas.
Os homens também?
As mulheres, de uma qualquer luz, projectam a sombra dos dias de amanhã, quando o interruptor que se carrega dispara uma qualquer lâmpada fluorescente comprada a dois na nova superfície comercial em que o casalinho de fato de treino espera pela arrastadeira do final do dia.
As mulheres fazem longas-metragens sempre que o desejo do controlo da mente, descontracção do aprender a respirar calmamente, cai de joelhos perante qualquer chama onde advinham fogo que as vai queimar de humildade e remorsos ao dizer tudo aguentar num amor, por amor, numa vida sem argumento, desacostumada e fora do tempo do outro.
E os homens?
As mulheres fazem longas-metragens, mesmo quando o subsídio tantas vezes prometido, falha e não se pode mais filmar cenas de mão dada numa qualquer tela, com o actor da moda que enlouquece com aquele beijo preso pela cintura e dobrado atrás. As mulheres voltam e voltam a fazer longas-metragens sempre à espera.
E os homens, também? Acredito que sim

2 comentários:

Anónimo disse...

Os homens fazem menos, porque a "metragem" deles está a ficar cada vez mais curta! :)

Busabroder disse...

eu não percebo nada do assunto, mas como sou um rapaz muito opinativo, eu diria que fazer longas metragens é uma característica da condição humana e não de um género em particular. porque nao fazer longas é castrar à catanada as emoções emergentes. um género de infanticidio dos sonhos, porque fazer longas não é mais do que sonhar. Há quem o faça muito, por medo, mas são tanto mulheres quanto homens. Logo quem não faz longas metragens não é humano, é máquina, mais vale ser terminado. tenho dito. mas eu fumo cigarritos da indonesia...