quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Dans le ciel


" Se soubesse a formula mágica, trazia um caldeirão e fazia-a para que ficasses comigo".
Mas não sei, só sei sentir e querer "entregar, pela mão dos olhos dele, o nosso olhar ao desconhecido, num voo de consensualidade de sentimentos em que a tranquilidade do sentir nos rebuliça onde antes dominava a indiferença"*
Não sou condor, mas tenho asas para dar, um voo picado ou num planar suave. E posso dá-las, com medo dos voos, mas com vontade de estar no ar.
Subam e sintam o vento.
Fiz o chamamentu (avec um petit sotaque français). Agora resolvam se querem voar.

*Eduardo Sá

1 comentário:

Iris_Esfenoidal disse...

Parabéns pelo post e pelo blogue. Palavras sentidas de que gostei muito. Voltarei com regularidade.

Cheguei até cá através do comment no bilhete de ida... fui lendo... fui ficando... até que encontrei o post http://coleccaodemiuda.blogspot.com/2008_06_01_archive.html, que me deixou arrepiada e emocionada, não fosse o facto de estar naquela foto... de ter estado no EVOÉ naquela que para mim foi uma tarde mágica. A partilha de emoções em forma de palavras e música é algo inexplicável, sobretudo se esse desejo for alcançado. Obrigada pelo post;) Aqui fica o site (www.luangraal.com).