sexta-feira, 13 de março de 2009

Figurinhas :)

Faço figuras ridículas. Pois é, faço e admito e com todo o gosto!
É normal verem-me aos saltos ou a dançar no meio da rua, a tentar encaixar ancas em escorregas, a dar cambalhotas em baloiços, treinar com tótós, usar bandoletas com orelhas de coelho, coisitas assim. Então no carro, é todos os dias. Quando virem uma miúda a pintalagar a cara dentro de um 307, numa IC17 perto de si, sou eu! Quando virem a mesma miúda dentro do mesmo carro a cantar e a dançar, enquanto conduz, como se não houvesse amanhã, também sou eu. Também é possível verem a mesma miúda a trocar de roupa, uma perna no volante para tirar sapatos e calças (e descobrir que a flexibilidade já não é a mesma e que se corre riscos de a perna não voltar ao sítio) enquanto o outro pezito tenta o dificil passo de dança entre acelarador, travão e embraiagem.
Figura ridícula é o meu nome do meio e não me importo, desde que me apeteça.
Hoje, com o corpo ainda em coma, mas um sorriso do tamanho do sol, lá iamos eu a a Diaba, rua fora, mão dada, aos saltos e a cantar o Mama Mia. Estavamos contentes, mas pelos vistos incomodamos um sr, já meio encarquilhado, que fez o lindo comentário "depois como querem que eles se saibam comportar quando crescem, andam nestas figuras com as Mães".
Ó pá, nós ainda nem um pontapé num caixote de lixo tinhamos dado!
Se me importei? Só que a Diaba tenha ouvido. Se parámos de o fazer? Claro que não!
E espero que a Diaba também nunca pare!
Estavámos de sorrisos nos lábios....

2 comentários:

Momentos disse...

Só não percebi uma coisita: se ainda não tinham dado pontapés em caixotes de lixo, porque não deste um 36 rotativo na boquinha da criatura?

Continua a libertar a alma na rua ou na varanda (mesmo de roupãozito azul e eu de cobertor, enquanto a Banda Sonora reproduz o "Toca! Toca!"). Liberta-a! Estarei por aqui para o fazer contigo!
Bj
S

Busabroder disse...

Eu gosto de fazer figurinhas também! :D e gosto de encontrar velhos do restelo como esse, quando estou a fazê-las, gosto da cara de irritação com que ficam, dá-me vontade de fazer mais e mais! E lembram-me sempre que o meu papel na sociedade é mesmo disparatar... tem de haver alguém que faça o equilíbrio contra os rezingas =)) keep on doing it!!!